Copa do Mundo de Espada teve a participação de Amanda Simeão na fase preliminar de 128 e Marcela Silva na fase de pules

 

Marcela Silva em ação na Copa do Mundo. Foto: Augusto Bizzi/FIE.

20 de março de 2021.

Por: Fato&Ação Comunicação

A paranaense Amanda Simeão foi a principal destaque do Brasil no primeiro dia de disputas da Copa do Mundo de Espada, neste sábado (20), em Kazan, na Rússia. Ela passou da fase de pules e caiu na fase preliminar de 128. Marcela Silva, outra brasileira na competição, parou na primeira fase. O Brasil ainda tem a presença da campeã mundial, Nathalie Moellhausen, que estreia neste domingo.

Amanda fez uma pule com duas vitórias, contra a israelense Eva Galper, por 3 a 2, e contra a egípcia Aya Hussein, por 5 a 1. Teve boas chances de vencer em outros três duelos: contra a ucraniana Yana Shemyakina (0 a 1), a italiana Beatrice Cagnin (2 a 3) e a francesa Eloise Vanryssel (2 a 3), sendo superada também pela polonesa Martyna Swatowska (3 a 5).

Com os resultados obtidos, Amanda passou diretamente para a fase preliminar de 128, pulando a fase de 256. Mas, acabou sendo superada pela argentina Isabel di Tella, número 57 do ranking mundial, por 15 a 11, em mais um confronto bem equilibrado.

“Não vou negar que fiquei com uma super vontade de mais. Estava morrendo de saudades dessa sensação de competir, de me colocar à prova novamente! Obviamente, gostaria de ter entrado para as melhores 64 do mundo, mas não estou me cobrando um grande resultado, porque durante a pandemia, e com minha mudança de clube, acabei treinando pouco. Mas estou muito feliz pelas sensações que tive em pista e muito motivada para os meus próximos desafios”, disse Amanda, após a disputa deste sábado.

“A Amanda fez uma boa competição. Iniciou num ritmo muito bom. Na pule, teve três combates decididos na prioridade. Significa que foram combates muito disputados. Todos os confrontos na pule dela foram equilibrados. Na eliminatória, acabou perdendo num detalhe. Em um momento do combate, a Amanda se desconcentrou um pouco e a argentina abriu alguns toques de vantagem. Isso fez a diferença, pois ela precisou correr atrás com o tempo terminando. No geral, ela fez uma boa competição”, explica o técnico Marcos Cardoso.

Marcela Silva, por sua vez, jogou na pule 15. Foi superada pela canadense Leonora Mackinnon (2 a 5), pela japonesa Yume Kuroki (2 a 3), pela sul-coreana Hyuna Shin (2 a 5), pela sueca Emma Fransson (3 a 5), pela polonesa Magdalena Piekarska-Twardochel (0 a 5) e pela italiana Nicol Foietta (2 a 5).

Estreia

Neste domingo, é a vez da grande esperança de medalhas da espada feminina do Brasil. Nathalie Moellhausen, campeã mundial e segunda colocada no ranking mundial, estreia contra a japonesa Honami Suzuki, número 63 do ranking. O confronto acontece na pista 8, às 4h (de Brasília). Se passar, enfrenta a norte-americana Margherita Guzzi Vincenti ou a romena Bianca Benea, às 4h55, na mesma pista. Toda a disputa do torneio individual deste domingo será transmitida ao vivo no site oficial da Federação Internacional (https://fie.org/live).

FATO&AÇÃO COMUNICAÇÃO

Assessoria de Imprensa da Confederação Brasileira de Esgrima (CBE)

fatoeacaocomunicacao@gmail.com

Claudia Mendes – claudia@fatoeacao.com

Nelson Ayres – nelson@fatoeacao.com

CBE nas mídias sociais!

FACEBOOK: www.facebook.com/CBE.BrasilEsgrima

TWITTER: www.twitter.com/cbesgrima

INSTAGRAM: www.instagram.com/cbesgrima

YOUTUBE: www.youtube.com/cbesgrima

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support