Notícias

Brasil em 1º lugar no quadro geral de medalhas do Sul-americano

By | Esgrima, Notícias

O Brasil finalizou, com destaque, o Campeonato Sul-americano Pré-cadete, Cadete e Juvenil com 33 medalhas nas provas individuais, por equipes e de estafeta, sendo 12 de ouro, 9 de prata e 12 de bronze. O segundo lugar da competição ficou com a delegação do Chile, que obteve um total de 18 medalhas.

Esses resultados refletem a qualidade dos atletas da atual categoria de  base da esgrima brasileira. Muitos atletas medalhados nessa competição ainda são de categoria inferior à categoria juvenil e, mesmo assim, apresentam excelente desempenho.

Na categoria Pré-cadete os atletas vencedores foram

  • Lorenzo Mion – medalha de Ouro – Florete Masculino
  • Gabriella Vianna- medalha de Ouro – Florete Feminino
  • Victória Vizeu- medalha de Prata  – Espada Feminina
  • Lucas Busnardo – medalha de Bronze – Espada Masculina
  • Matheus Becker, medalha de Prata e Renato Saliba – Medalha de Bronze – no Sabre Masculino
  • Isabela Chen – medalha de Ouro – Sabre Feminino

Na categoria cadete

  • Talia Calazansns, medalha de Prata e Gabriella Vianna, medalha de Bronze no Florete Feminino
  • Paulo Morais, medalha de Prata e Lorenzo Mion, medalha de Bronze no Florete Masculino
  • Luana Pekelman, medalha de Ouro  e Pietra Peterlini Chierighini, medalha de Prata no Sabre Feminino
  • Victória Vizeu, medalha de Prata na Espada Feminina.
  • Fabio Salles medalha de Ouro e Matheus Becker, medalha de Bronze no Sabre masculino.

Na categoria juvenil

  • Talia Calazanse Milena Chies, medalha de Bronze o Florete Feminino
  • Fabrizio Lazaroto, medalha de Ouro
  • Gabriel Daher Bonamigo e Leopoldo Gubert, medalha de Bronze na Espada MasculinaVictória Vizeu, medalha de Bronze na Espada Feminina
  • Luana Pekelman, Medalha de Ouro e Pietra Chierighini, medalha de Bronze no Sabre Feminino
  • Bruno Pekelman medalha de Ouro e Enzo Araki Bergamo, medalha de Prata, no Sabre Masculino.

E nas provas por equipes e de estafeta, mais uma vez, subimos ao pódio nas 4 provas do dia:

  • Espada Feminina – Ouro – com Maria Guimarães, Renata Zettermann, Carolina Polo e Victória Vizeu
  • Sabre Masculino – Ouro – com Bruno Pekelman, Enzo Araki Bergamo, Fernando Fachini e Fabio Salles.
  • Florete Masculino – Bronze – com Ricardo Pacheco, Paulo Morais, Guilherme Murray e Lorenzo Mion.
  • Ouro na prova de estafeta com Ricardo Pacheco, Lorenzo Mion, Fabio Salles, Gabriella Vianna, Victória Vizeu, Pedro Petrich, Pietra Chierighini e Talia Calazans

O Campeonato Sul-americano de Esgrima aconteceu em Lima, Peru, de 04 a 8 de junho.

Copa do Mundo de Esgrima em Cadeira de Rodas realizada em São Paulo encerrou com sucesso.

By | Esgrima, Notícias

O Centro de Treinamento Paralímpico,  em São Paulo, recebeu de 22 a 25 de maio a  Copa do Mundo de Esgrima em Cadeira de Rodas, evento organizado pela Confederação Brasileira de Esgrima, em parceria com a IWAS e Comitê Paralímpico Brasileiro.

A  competição  contou com a participação de 167  atletas de  31 países que estão em busca da classificação para os Jogos Paralímpicos Tokyo 2020. Esta etapa foi a quinta de 11 provas que somam pontos para o ranking qualificatório que levará os atletas ao sonho paralímpico.

O atleta brasileiro Jovane Guissone, Campeão Paralímpico 2012 na Espada Masculina B, conquistou a medalha de Bronze nesta mesma arma neste evento.  Para Jovane, esta Copa do Mundo teve emoções diferentes da sua participação na Paralimpíada Rio 2016, quando se recuperava de uma lesão. “Vou ser sincero, a Paralimpíada no Rio não me trouxe o frio na barriga que esta Copa do Mundo está trazendo. Talvez pelo fato de eu estar sem lesão e estar 100% focado. Meu objetivo era conseguir uma medalha na espada. Para mim está muito bom. Consegui fazer tudo o que eu queria fazer na espada: virar placar, jogar com atletas fortes.”

Para Jovane, jogar no Brasil, com o apoio da torcida também é um estímulo e jogar no espaço do Centro de Treinamento Paralímpico garante estrutura e acessibilidade que dificilmente encontrou em 11 anos de competições em outros países: “Quanto à organização do evento, acessibilidade e espaço, não há o que reclamar”.

Mônica Santos destacou as vantagens de jogar em casa, sem as alterações de fuso horário, alimentação e ainda o apoio da equipe do evento. “Para nós que estamos acostumados a jogar em diversos países, o evento aqui no Brasil não está deixando nada a desejar”, afirmou a atleta.

Os técnicos convocados para essa Copa, Ivan Schwantes e Tabea Alves, também manifestaram satisfação com os aspectos técnicos e com a organização do evento.

Para Tabea “Esta Copa do Mundo em termos de organização está dentro do padrão das provas internacionais. Os atletas sentiram um pouco a pressão de jogar em casa, mas o fato de ser no Brasil permitiu a participação de outros atletas além dos convocados, o que é muito bom para aumentar as suas experiências em eventos desse nível. Além disso, tivemos o apoio de outros técnicos além dos convocados para da comissão técnica, o que dá um suporte maior para os atletas. Pudemos contar, também, com o suporte do CPB para filmar os atletas que a gente precisa estudar para as próximas competições.”

Ivan Schwantes destaca o nível técnico bastante alto da competição, o que vem acontecendo desde que começaram as competições do período qualificatório para Tokyo, com a presença de todos os países.

“A competição em si está bem organizada. O espaço está excelente. Não temos em lugar nenhum um espaço tão bom  em uma outra copa no circuito mundial quanto esse aqui”, diz Ivan.

O técnico ressalta, ainda, “Nossos atletas tiveram um bom desempenho. Jovane Guissone conquistou a medalha de bronze, o que  não acontecia desde Tbilise, na Geórgia. Ganhar essa medalha aqui no Brasil também é importante para aumentar a sua autoconfiança para as próximas provas agora na Polônia e o próximo mundial”.

Na avaliação do Presidente da CBE, Ricardo Machado, o resultado da competição foi bastante bom. “Para nós da CBE foi um enorme desafio, pois temos apenas 5 meses de gestão à frente da esgrima em cadeira de rodas. Ainda, tivemos um curtíssimo espaço de tempo para organizar esse evento de grande porte, porém nossa equipe esteve irrepreensível em dedicação e qualidade de trabalho , reconhecidos pelas diversas delegações estrangeiras  e pela IWAS . É claro que, aliada à boa organização do evento, o espaço físico do CPB é perfeito”.

A CBE recebeu a proposta da IWAS para tornar essa copa do mundo como evento oficial no Brasil a partir do ano que vem. Por conta disso, já foram iniciadas  as análises e tratativas com o CPB a fim de viabilizar essa nova oportunidade que se apresenta.

As estrelas da competição, além do atleta brasileiro, foram o britânico Dimitri Coutya, que conquistou nesta copa duas medalhas de ouro:  na espada B e no florete B. Coutya possui 3 medalhas de bronze em jogos paralímpicos e 4 medalhas em mundiais – duas de ouro e duas de prata.

No florete feminino, em São Paulo, Beatrice Vio conquistou a medalha de ouro. Vio possui duas medalhas olímpicas – ouro na prova individual e bronze por equipes, além 4 medalhas de ouro em mundiais.

Piers Gilliver foi outro britânico com excelentes resultados na Copa do Mundo em SP: ouro na espada A e bronze no sabre A, confirmando o favoritismo  na sua principal arma.

Países participantes: Rússia, Ucrânia, França, Polônia, Hong Kong, Tailândia, Alemnaha, Japão, Coreiam Georgia, Estados Unidos, Grècia, Iraque, Canadá, Bielorússia, Turquia, Macau, Kwait,Israel, Bélgica, Finlândia, Estônia , Espanha, Argentina , Líbano e Suíça.

As maiores delegações desta competição foram – FRANÇA 19 atletas, BRASIL, 16, Rússia,  15, Ucrânia 14, Itália e Polônia com 10 atletas

Resultados: http://www.wheelchairfencing.live/en/competition/179-2019/tournament/

SÃO PAULO SEDIA A COPA DO MUNDO DE ESGRIMA EM CADEIRA DE RODAS

By | Esgrima, Notícias

De 22 a 25 de maio, no Centro de Treinamento Paralímpico em São Paulo, será realizada a Copa do Mundo de Esgrima em Cadeira de Rodas.

Essa competição congregará cerca de 170 atletas de 29 países que estão em busca da classificação para os Jogos Paralímpicos Tokyo 2020, já que soma importantes pontos para o ranking qualificatório para Tokyo 2020. Esta é a quinta de 11 provas que contam pontos para o ranking que levará os atletas ao sonho paralímpico.

Para defender o Brasil, uma equipe de 16 atletas que inclui Jovane Guissone, Campeão Paralímpico 2012, Mônica Santos, Vanderson Chaves, Rodrigo Massarutti, Sandro Colaço e Fábio Damasceno, atletas paralímpicos 2016.

Nossos atletas enfrentarão os representantes das maiores potências mundiais na esgrima paralímpica, entre eles a atleta italiana multimedalhista, Beatrice Vio, o britânico Piers Guilliver, que, entre outras conquistas, é vice-campeão paralímpico e atual líder do ranking e o britânico Dimitri Coutya, também multimedalhista.

A competição que acontecerá de 22 a 25 de maio, a partir das 09h no Centro de Treinamento Paralímpico, terá acesso gratuito e aberto ao público.

A Copa do Mundo de Esgrima em Cadeira de Rodas tem a organização da Confederação Brasileira de Esgrima – CBE, da IWAS – International Wheelchair & Amputee Sports Federation e do CPB – Comitê Paralímpico Brasileiro

Local: Centro de Treinamento Paralímpico – Rodovia dos Imigrantes, Vila Guarani, São Paulo
Agenda: programação dia a dia https://iwas.ophardt.online/en/widget/event/179
Resultados: http://www.wheelchairfencing.live/en/competition/179-2019/tournament/

Campeonato Brasileiro Interclubes inicia dia 04 de maio

By | Esgrima, Notícias

O Club Athletico Paulistano – CAP será palco, nos dias 4 e 5 de maio, da primeira etapa do Campeonato Brasileiro Interclubes de Esgrima nas categorias Pré-cadete, Cadete e Juvenil, fruto da parceria entre a Confederação Brasileira de Esgrima – CBE e o Comitê Brasileiro de Clubes – CBC.

Participarão desta competição atletas dos seguintes clubes vinculados à CBE e filiados ao CBC: Club Athletico Paulistano, Esporte Clube Pinheiros, (SP), Sociedade Thalia e Clube Curitibano (PR) e Grêmio Náutico União (RS).

A segunda etapa deste mesmo Campeonato Brasileiro Interclubes será realizada no Grêmio Náutico União – GNU, durante o segundo semestre deste mesmo ano.

Segundo o Presidente da Confederação Brasileira de Esgrima, Ricardo Machado, os Campeonatos Brasileiros Interclubes reforçam o calendário anual do esporte, proporcionando, inclusive, a primeira experiência competitiva nacional para alguns atletas. A parceria entre a CBE e o CBC, além do suporte oferecido pelos dois clubes sedes (CAP e GNU), traduz-se num maior envolvimento dos jovens com o esporte e, por consequência, com um modelo de vida mais saudável.

SERVIÇO:

Dias 04 e 5 de maio

Local: Ginásio Antônio Prado Júnior, Club Athletico Paulistano

Evento aberto ao público, entrada gratuita, pelo acesso do Ginásio.

Programação e mais informações  neste link 

COB lança o Cartão Time Brasil

By | Notícias

O Comitê Olímpico do Brasil, em parceria com a empresa Sigo Esporte, fez o pré-lançamentodo Cartão Time Brasil, um cartão pré-pago, da bandeira Visa, que poderá ser utilizado em diversos estabelecimentos comerciais (100% da assinatura mensal é revertida em benefícios para os usuários em cinemas, lanchonetes, entre outros).

O principal objetivo do Cartão Time Brasil é engajar atletas, esportistas, treinadores, organizações esportivas, sociedade e iniciativa privada, e resgatar os valores do esporte do nosso país, fortalecendo ainda mais a imagem do movimento olímpico brasileiro. Afinal, é pelo desenvolvimento e crescimento do esporte brasileiro que nossas instituições trabalham diariamente.

O Cartão Time Brasil é voltado aos fãs do esporte e poderá ser gerenciado através de um aplicativo, que contará ainda com calendário de eventos.

A própria assinatura do cartão já é em si uma forma de apoio ao esporte, sendo uma forma de receita adicional para os atletas. Isso funciona da seguinte forma: todo atleta cadastrado a uma Confederação olímpica poderá divulgar o Cartão Time Brasil seu perfil para sua rede de amigos e fãs, alavancando novas adesões através de um código de cadastro e recebendo em troca, a cada assinatura, uma participação financeira.

A Sigo Esporte entrará em contato com cada uma das Confederações para comprovar o vínculo dos atletas cadastrados na plataforma com as entidades. Somente quando a Confederação confirmar que aquele atleta é filiado à ela é que o atleta poderá se beneficiar do Cartão Time Brasil.

Projeto Mais Esgrima é contemplado pelo projeto da FIE – Donate Your Fencing Gear

By | Notícias

O Projeto Mais Esgrima,  sob a responsabilidade do Mestre Moisés Carvalho, foi contemplado este ano pelo projeto Donate Your Fencing Gear, da FIE – Federação Internacional de Esgrima.

Após vivenciar a esgrima em Teresina, o Professor de Educação Física Moisés Carvalho foi selecionado para o Curso de Mestre D´Armas na Escola de Educação Física do Exército – EsEFEx. Já formado Mestre, Moisés Carvalho retornou em 2016 para Teresina com o sonho de dar continuidade ao desenvolvimento da esgrima naquela cidade.  Com esse objetivo, Moisés criou, em 2016, o Projeto Mais Esgrima que leva o esporte para a rede pública de ensino nas zonas periféricas da cidade, como forma de inclusão social.

O Projeto da FIE,  Donate Your Fencing Gear tem como objetivo arrecadar junto aos atletas de alto desempenho, participantes das principais competições internacionais, equipamentos usados por eles, ou não, a fim de direcioná-los a projetos voltados ao ensino da esgrima em comunidades de menor poder aquisitivo.

 

Segundo aniversário da atual gestão da CBE

By | Esgrima, Notícias

Neste domingo, 31 de março de 2019, o Presidente Ricardo Machado completa dois anos de gestão à frente da Confederação Brasileira de Esgrima. Ao lado de seu Vice, Arno Schneider, e de toda a sua equipe de trabalho, esses dois primeiros anos foram repletos de conquistas e avanços.

A Assembleia Geral Ordinária da CBE, no dia 29 de março , aprovou a prestação de contas de 2018 por unanimidade. Naquela oportunidade, foi apresentada uma nova metodologia de apresentação das contas por Centro de Custos, mais organizada e transparente, concluindo com sucesso o segundo ano de trabalho da atual gestão.

Na sequência, foi por ele apresentado o Relatório de Atividades 2018 com a descrição completa das áreas administrativa e esportiva da entidade. Neste relatório o Presidente Ricardo Machado encaminha mensagem à comunidade da esgrima brasileira, enumerando os destaques do seu segundo ano no comando da CBE, projetando um 2019 de maior crescimento.

Acesse aqui o Relatório de Atividades.

 

Nathalie Moellhausen conquista o bronze em Chengdu

By | Esgrima, Notícias

Nathalie Moellhausen, conquistou a medalha de bronze na Copa do Mundo de Espada Feminina em  Chengdu, neste útlimo final de semana.etapa de Chengdu, China, da Copa do Mundo de Espada.

Nathalie venceu todos os jogos da  poule e passou  direto para o quadro de 64 no qual venceu a italiana Isola Federica (15×14). No quadro de 32, teve  mais uma vitória contra a francesa Coraline Vitalos (15×11).

Nas oitavas-de-final, venceu a ucraniana Dzhoan Feybi Bezhura por 15×5. E nas quartas, eliminou a polonesa Aleksandra Zamachowska por 15×10. Nas semifinais, jogou contra a italiana Rossela Fiamingo perdendo  por 10×15. A atleta francesa Helene Ngom conquistou  a medalha de ouro ao vencer a italiana Fiamingo.

As atletas Clarisse Menezes e Katherine Muller também participaram da Copa do Mundo de Chengdu, terminando a prova em 113º e 81º lugar, respectivamente, entre 170 atletas participantes.

Na prova por equipes o Brasil classificou-se em 16º lugar.

CBE lança a Cartilha do Atleta

By | Esgrima, Notícias

A CBE divulgou a Cartilha do Atleta, que traz informações sobre normas e recomendações para os atletas que vierem a representar a entidade em competições internacionais, sendo elas custeadas, ou não, pela CBE.

A Cartilha que  tem informações para os atletas, técnicos e demais pessoas que acompanhem as delegações / atletas em suas viagens ao exterior, ficará permanentemente disponível no website da Confederação, no menu CBE/ Central de Downloads.

Acesse a Cartilha neste link